Você já conhece o Vale do Silício, centro de inovação tecnológica?vale-do-silicio-nibble

O Vale do Silício é o berço da inovação tecnológica mundial, pois reúne uma gama de empresas como Apple, Google e Facebook. Porém, não é preciso viajar até os Estados Unidos para ter acesso a plataformas de ponta e soluções inovadoras. Você pode investir em uma equipe altamente capacitada para desenvolver tecnologias para o seu negócio.

Aqui na Nibble, por exemplo, nós criamos ferramentas para aperfeiçoar o trabalho da equipe da Renovigi e de seus credenciados. Quer saber como ter um Vale do Silício no seu negócio? Vem conferir! 👇

O que é o Vale do Silício?

O Vale do Silício fica situado na Califórnia, sendo o principal polo de tecnologia nos Estados Unidos (e no mundo). O local é o berço de muitas empresas inovadoras como a Apple, o Facebook, Netflix e o Google, servindo de inspiração para muitos profissionais de TI.

O nome surgiu da referência geográfica, pois a região é composta por um conglomerado de cidades em torno de montanhas. E Silício corresponde ao principal componente utilizado na confecção de chips e computadores.

A localidade começou a se destacar nas inovações porque abrigava muitos engenheiros e laboratórios para experimentação de produtos militares. Mais tarde, empresas de tecnologia entenderam que a região tinha baixo custo para o acesso de matéria-prima para fazer mais experimentos eletrônicos.

Todavia, o Vale do Silício ficou mais conhecido depois da participação dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial e na Guerra Fria, quando mais organizações de cunho tecnológico migraram para a localidade.

O que aprender com o Vale do Silício?

É possível observar algumas características comuns às empresas do Vale do Silício, que podem ser aplicadas em negócios brasileiros. Veja!

Ideias precisam de validação

Nem sempre as ideias se transformam em boas soluções para os problemas da sociedade. Por isso, no Vale do Silício as equipes passam por diferentes estágios até chegar a uma inovação tecnológica. É preciso testar as ideias e identificar quais serão os impactos para seguir adiante. Porém, isso não significa que as empresas levam muitos anos para lançar uma solução. Elas utilizam a metodologia ágil para pensar, planejar, testar e efetivar uma ideia no menor tempo possível. 

O compartilhamento é a chave do negócio

Para conseguir inovar é necessário compartilhar. Por isso, os projetos são compartilhados entre os membros das equipes como forma de obter ideias para aperfeiçoar determinado produto ou serviço. As decisões são tomadas em conjunto, pois as pessoas trabalham com um objetivo em comum.

No Vale do Silício também é comum funcionários de sucesso deixarem uma empresa para abrir uma startup, sem que isso gere problemas. Afinal, o objetivo na região é justamente incentivar a inovação.

https://giphy.com/gifs/office-teamwork-coworkers-dSetNZo2AJfptAk9hp

A diversidade impulsiona a inovação tecnológica

O Vale do Silício valoriza a diversidade cultural. Exemplo disso é que a região recebe um imigrante a cada 28 minutos e a maior parte da população é formada por estrangeiros de diferentes países. 

Logo, essa diversidade também é considerada uma vantagem, uma vez que a região recebe pessoas qualificadas e com ideias diferentes para agregar informações. Portanto, se o seu negócio pretende inovar, vale a pena investir em uma equipe heterogênea. 😉

Como a inovação tecnológica impulsiona um negócio?

Ter uma cultura empresarial focada em tecnologia pode trazer muitos benefícios ao longo do tempo. Conheça alguns deles a seguir!

Eficiência e agilidade

As inovações tecnológicas foram feitas para resolver os problemas das pessoas, certo? Então, investir em plataformas digitais favorece o compartilhamento de ideias, acompanhamento dos projetos e uma análise de dados mais rápida e eficiente. Consequentemente, a empresa consegue definir melhor as estratégias de marketing e vendas para atrair mais clientes.

Como exemplos de ferramentas que auxiliam a ganhar essa agilidade podemos pensar em CRM (Customer Relationship Management), plataformas de automação de marketing, sistemas ERP (Enterprise Relationship Management), entre outras.

Segurança de dados

A tecnologia também traz soluções para quem busca mais segurança para os dados pessoais e da empresa. Plataformas em nuvem, por exemplo, costumam oferecer serviços de backups automáticos como forma de dar uma proteção a mais para os dados do negócio.

Muitas soluções também utilizam a criptografia para bloquear o acesso de hackers. Desse modo, a empresa não fica refém de ataques cibernéticos.

Acompanhamento de resultados

Muitas inovações tecnológicas também propiciam a coleta e análise de dados. Se usados de forma correta, eles contribuem na tomada de decisões estratégicas e aumento das vendas.

O Google Analytics, por exemplo, ajuda a medir as páginas do website que têm mais acessos. Desse modo, você pode criar anúncios ou estratégias para convencer o leitor a entrar em contato com o negócio.

Muitas ferramentas de automação de e-mail também apresentam um diagnóstico sobre aberturas e cliques nas mensagens. Logo, essas informações servem de parâmetro para guiar as ações de marketing e vendas.

Diante desses benefícios, já pensou em implementar a cultura do Vale do Silício no seu negócio? Investir na inovação tecnológica é, sem dúvida, o melhor caminho para quem deseja se manter competitivo no mercado.

Quer saber como dar o próximo passo para inovar na sua empresa? Assine a nossa newsletter e fique por dentro de tudo que acontece na área de tecnologia! 😁

 

Como a inovação pode ajudar a sua empresa?inovacao

Você já observou que todos os meses há lançamentos de produtos ou serviços ao redor do mundo? A inovação sempre fez parte do cotidiano das pessoas, mas no momento atual ela está ainda mais intensa.

As empresas de tecnologia, principalmente, estão a todo o momento estudando maneiras de oferecer um serviço melhor para os consumidores. Por quê? Quem não se preocupa em inovar corre o risco de ser esquecido em um mercado de gigantes.

Neste artigo, separamos alguns exemplos de empresas que investiram na inovação e hoje colhem os resultados de terem escolhido este caminho. Vamos conferir?

Nubank muda cenário das instituições financeiras

O famoso roxinho transformou o mercado financeiro no Brasil. Antes de o Nubank ser criado, as pessoas precisavam ir às agências bancárias para conferir um extrato da conta ou solicitar qualquer serviço. Além disso, a abertura de uma conta significava pagamento de inúmeras taxas, ou seja, a empresa estava sempre ganhando com o seu dinheiro.

O Nubank facilitou o acesso ao crédito, a comunicação com os clientes (tudo é feito pelo aplicativo) e trouxe mais transparência para as relações financeiras.

https://giphy.com/stories/how-to-b7588013-10ae

Essa inovação em um mercado tão tradicional trouxe muitos resultados positivos para a fintech: mais clientes, maior valor de mercado e a tentativa de copiar o serviço (bancos tradicionais tiveram que correr contra o tempo para segurar clientes e outras fintechs surgiram para competir com o Nubank).

Netflix revoluciona mercado de comunicação

Não faz muito tempo que você era obrigado a assistir propagandas durante um filme. Até alguns anos atrás também existiam poucas opções de programas na televisão: ou você ficava apenas com os canais abertos (Rede Globo, TV Record) ou pagava por uma assinatura mensal (que passavam dos R$100,00 e vinha com pacotes fechados e nada atraentes 🙄).

Felizmente, a Netflix surgiu para mudar a nossa relação com os programas de televisão e os canais de assinatura. Agora, com menos de R$ 50,00 por mês nós temos uma infinidade de séries, filmes e programas de televisão para escolher. E o melhor: você consegue assistir o programa do início ao fim sem um comercial! 😄

Bored Fight Club GIF - Find & Share on GIPHY

Seguindo essa lógica, a Netflix revolucionou o mercado de comunicação e gerou revolta em muitas empresas que se beneficiavam dessa “falta de opções”. A empresa investe constantemente em estudos e tecnologia para estar sempre à frente dos concorrentes, pois sabe da importância da inovação para se manter no mercado.

Enquanto isso, a TV paga vai perdendo assinantes a cada dia, pois os empresários não dedicaram o tempo em pesquisas para entender as necessidades dos seus clientes. O resultado: a Netflix está quase superando a TV paga no Brasil e muitos jovens não pensam em buscar uma assinatura com um combo fechado.

Amazon fatura muito durante a pandemia e sua inovação

As empresas que estão sempre buscando maneiras de inovar com foco no consumidor percebem o faturamento aumentar mesmo durante uma pandemia como a do coronavírus. A Amazon sempre investiu em tecnologia e já tinha robôs em seus galpões. Durante o isolamento social a companhia teve um aumento de pedidos e precisou contratar mais profissionais para atender a demanda.

A empresa demonstrou uma capacidade de atender o seu público durante um momento crucial e com isso viu o seu valor de mercado subir, ficando atrás apenas da Microsoft e da Apple.

Vale ressaltar que ela não atua apenas no e-commerce, mas também com serviços em nuvem e com streaming (e todos tiveram aumento na procura durante a pandemia)

Como você pode notar, investir em uma cultura de inovação pode ser a chave para o sucesso de um negócio. As marcas mais valiosas do mundo foram as pioneiras em seus segmentos porque souberam perceber necessidades ou desejos em seus consumidores, investiram em pesquisa e lançaram produtos ou serviços diferenciados no timing correto.

Quer saber como investir nesse caminho para chegar mais longe? Assine a nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades na área de tecnologia! 😉

 

Principais benefícios do Business Intelligence para os negóciosbusiness-intelligence

Atualmente, fala-se muito em tecnologia, big data e uso de plataformas digitais para ter ganho de performance nas empresas. Mas, do que adianta ter todas as ferramentas disponíveis se a sua empresa não usa os dados de forma inteligente? O business intelligence é um conceito que foca justamente no uso das informações para mudar estratégias e favorecer o crescimento do negócio.

 

Quer saber por que você deve dar atenção a este processo? Vem com a gente! 👇

Conceito de Business Intelligence

O Business Intelligence (BI) é um processo de análise de diferentes dados para tomar decisões importantes para o negócio. Para tanto, é possível utilizar ferramentas gerenciais, planilhas de Excel e sistemas para integrar informações de diferentes setores da companhia.

O BI tornou-se uma prática imprescindível para as empresas que desejam se manter no mercado. Por meio dele, as equipes conseguem fazer diagnósticos mais precisos sobre as demandas dos clientes, os custos de cada produto e identificar quais são os potenciais de crescimento no mercado.

Para tanto, é possível utilizar dados vindos de diferentes plataformas como ERP, CRM, planilhas e aplicativos.

Como as empresas usam o BI

A Fiat é um exemplo de empresa que já utilizou o BI para desenvolver projetos. Antes de lançar a nova versão do Uno, a equipe realizou estudos para entender o comportamento do consumidor. A partir daí foi desenvolvida a nova campanha de marketing que rendeu até um prêmio de Carro do Ano em 2011.

A Amazon também utiliza o business intelligence para analisar suas vendas. Com o uso de tecnologia apropriada, a empresa consegue direcionar os melhores produtos para os clientes de acordo com os seus interesses. Além disso, a companhia utiliza sistemas que auxiliam em suas operações logísticas para escolher as melhores rotas de entrega dos produtos. 

A Coca-Cola também utiliza o BI para analisar suas operações e suas vendas. A empresa usa sistemas para coletar dados e integrar informações e a equipe faz análises de competitividade de mercado. Se você parar para observar, vai perceber que a marca deixou de vender apenas refrigerantes para se tornar uma companhia que oferece diferentes tipos de bebidas. Essa é uma maneira de ampliar o mercado e se manter competitiva, uma vez que o público também está procurando produtos com menor teor de açúcar e sódio. 

Benefícios de aplicar o Business Intelligence no negócio

Saber utilizar as informações de forma inteligente é uma maneira de oportunizar o crescimento da empresa, a geração de empregos e oportunizar o lançamento de produtos e serviços inovadores. Conheça os principais benefícios do business intelligence para as empresas.

Identificação de oportunidades

Quais são as necessidades dos seus clientes que ainda não são atendidas pelo mercado? Ao fazer pesquisas com os consumidores é possível identificar tendências e desejos por produtos e serviços que não existem ou que podem ser aperfeiçoados.

Muitas vezes, essa necessidade vem de uma mudança de comportamento, situação econômica ou questão de saúde (como a pandemia do coronavírus que gerou a necessidade de máscaras e produtos específicos). Portanto, ao fazer pesquisas, estudos e acompanhar o mercado é possível identificar oportunidades para melhorar o negócio.

Correção de falhas

Quais processos dentro da empresa podem ser modificados para ter resultados mais expressivos? Entender todas as etapas de produção e os custos envolvidos para fabricação de um item é útil para corrigir falhas ou reduzir as despesas da empresa.

Ao registrar e analisar dados, você consegue identificar se é possível negociar preços com fornecedores, reduzir etapas de trabalho ou melhorar a fórmula de um produto para ter redução no desperdício. Tudo isso só é possível quando a companhia faz a coleta e análise de dados de forma inteligente.

Se você chegou até aqui é porque se interessa em como a tecnologia pode ajudar a sua empresa a chegar mais longe, certo? O business intelligence é uma ferramenta adotada por companhias ao redor do mundo e aos poucos começa a ganhar mais espaço no nosso mercado.

Aqui na Nibble nós já temos uma cultura voltada à coleta e análise de dados, pois sabemos que isso faz a diferença nos resultados da empresa. Somos especialistas em desenvolver tecnologias de ponta e estamos sempre buscando informações sobre as novidades do mercado.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece neste universo que une tecnologia e negócios? É só assinar a nossa newsletter! 😄 Prometemos que vamos enviar apenas conteúdos relevantes para você! 😉

 

Como usar o método kanban na sua empresa?kanban

O método Kanban foi desenvolvido pela Toyota na década de 40 com o objetivo de simplificar os processos de produção da empresa. Atualmente, ele é aplicado em diferentes ambientes de trabalho para organizar as atividades e ter um controle visual das tarefas de cada colaborador.

Por que essa metodologia pode trazer benefícios para o seu negócio? Explicamos isso no artigo! Vem conferir! 😉

O que é o método Kanban?

A metodologia busca organizar as atividades dos colaboradores em cartões com prazos de entrega e indicação dos responsáveis pelas próximas etapas. Dessa maneira, o gestor da empresa consegue acompanhar a produtividade da equipe e os fluxos de tarefas a serem desempenhadas.

Geralmente, são utilizados cartões coloridos para facilitar a visualização das atividades e organização das etapas de trabalho. O método Kanban faz parte da metodologia ágil e tem se mostrado bastante útil para as empresas, pois é possível realizar reuniões curtas e objetivas uma vez que todos têm conhecimento sobre os projetos em andamento.

Como aplicar o método Kanban na minha empresa?

O método é utilizado por empresas de diferentes segmentos (talvez você até já utilize sem saber o nome). Muitas agências de publicidade, por exemplo, usam post-its coloridos em um mural para criar um quadro de atividades.

Há também plataformas online com baixo custo que ajudam a organizar as demandas do negócio. Dessa maneira, colaboradores que estão dentro dos espaços físicos e em atividades externas conseguem atualizar suas tarefas.

O Trello, por exemplo, é uma dessas plataformas fáceis de utilizar no dia a dia. Ele tem pequenos cards que funcionam no modelo arrasta e solta, aceitam a inclusão de horários e pessoas envolvidas na atividade.

https://giphy.com/gifs/producthunt-trello-cnverg-whiteboarding-3o7qDYhburuRsZm848

Há também outras ferramentas semelhantes para gestão de tarefas, como Runrun.It, Asana, Confluence e FlowUp Task.

Como usar

É bem simples de aplicar o método Kanban na empresa.  Você pode separar os cartões em diferentes etapas de trabalho. Veja o exemplo:

  1. Backlog – ideias de projetos a serem desenvolvidos no futuro.
  2. Tarefas para fazer – atividades que já foram definidas pela equipe e só estão aguardando alguém se liberar de outras demandas para colocar em prática.
  3. Em Andamento – tarefas em execução no momento. Dessa maneira, os envolvidos na atividade conseguem se reunir e trocar ideias.
  4. Fase de teste – na área de tecnologia é muito comum realizar testes antes de informar o cliente que um projeto está pronto. Por isso, pode ser criada uma coluna de testes com o objetivo de mostrar em qual etapa está determinado projeto. Isso também serve para outros modelos de negócios como indústrias, serviços que envolvem instalação de painéis solares ou ferramentas tecnológicas, entre outros.
  5. Pronto – aqui são listados todos os projetos que já foram testados e concluídos com sucesso. É interessante criar esta coluna, pois ela também serve de motivo de celebração pelos trabalhos desempenhados por todos.

Quais são os benefícios do Kanban para os negócios?

Já explicamos ao longo do artigo que o método é útil para organizar as demandas da equipe. Porém, há outras vantagens:

E aí, está pronto para aplicar o método Kanban na sua empresa? Aqui na Nibble nós já utilizamos e percebemos como traz benefícios para nossa rotina. Afinal, gostamos de usar a tecnologia no trabalho para termos mais qualidade e eficiência em nossas atividades. 😄

Como o blockchain pode afetar a sua vida?

O blockchain promete transformar a maneira com que as pessoas lidam com dinheiro, contratos e outras operações. A tecnologia ficou conhecida com o lançamento dos bitcoins, moedas virtuais que não dependem dos bancos para funcionar. Todavia, ela tem muitas funcionalidades que vão além das transações financeiras.

Afinal, como o blockchain pode ser utilizado no mundo dos negócios? É sobre isso que falamos neste artigo! 😀

O que é blockchain?

A tecnologia ficou conhecida pela primeira vez em 2008, a partir de um artigo escrito por Satoshi Nakamoto que falou sobre operações comerciais realizadas virtualmente. A solução registra as informações das pessoas em diferentes blocos e cria chaves de segurança. Dessa maneira, somente quem tem essa chave é capaz de visualizar os dados.  

A ideia principal do blockchain é gerar mais segurança entre as transações realizadas pela internet, sejam elas a troca de informações pessoais ou financeiras. É como se a solução fosse um livro contábil online que registra todos os dados (lugar, horário e quem realizou a operação).

Ao longo do tempo a tecnologia se mostrou segura e confiável, e por isso muitos empreendedores entenderam que ela também poderia ser útil para outras situações do cotidiano.

Coding High Resolution GIF by xponentialdesign - Find & Share on GIPHY

Como a tecnologia do blockchain pode ser aplicada no dia a dia?

Diferente do que muitas pessoas pensam, a solução não precisa ser utilizada apenas em transações financeiras. Isso porque ela serve para registrar a operação entre duas partes, sem a necessidade de um banco ou cartório para “carimbar ou autenticar” no meio do caminho. Conheça alguns exemplos de como a tecnologia já está sendo aplicada ao redor do mundo.

Contratos inteligentes

Já imaginou poder alugar um imóvel ou fechar um acordo com um fornecedor sem precisar autenticar a operação no cartório? O blockchain promete mudar este contexto ao criar segurança e veracidade nos contratos digitais, como a contratação de seguro de vida, locações e outras demandas normais do dia a dia. Portanto, a tecnologia é o caminho para implementar uma gestão de inovação no negócio

Processos logísticos

A tecnologia também já se mostrou útil no acompanhamento em tempo real de operações logísticas das empresas ao identificar produtos do início ao fim do processo. Tudo isso garante mais transparência e segurança para os negócios.

Direitos autorais

Como controlar tudo que você cria e compartilha na web? O blockchain também é útil para criadores de conteúdo, artistas e desenvolvedores de produtos. A partir do momento em que você projeta um item inovador, por exemplo, consegue fazer o registro dele e assegurar a propriedade por meio da solução.

Transparência nas votações

A tecnologia também pode ser utilizada para evitar fraudes eleitorais em locais que utilizam votos digitais. Ela dá transparência ao processo ao registrar o voto de cada indivíduo sem que sua identidade seja identificada.

Segurança alimentar

Quer saber de onde vêm os alimentos que chegam até sua mesa? O blockchain permite isso! Empresas que investem em tecnologia conseguem rastrear todos os locais em que um produto passou, desde a saída do campo até as prateleiras dos supermercados. Isso porque a tecnologia bloqueia qualquer modificação dos dados registrados. Logo, as pessoas passam a ter mais segurança alimentar ao identificar se determinado produto foi contaminado ou não.

Já deu para perceber que o blockchain veio para ficar, certo? Portanto, o mais indicado é estudar e entender esta tecnologia para saber utilizá-la a seu favor no ambiente de negócios. 😉

Gostou deste artigo e quer saber mais novidades deste mundo digital? Assine a nossa newsletter e receba dicas semanais em seu e-mail! 

Entenda como o e-mail marketing pode ajudar o seu negócio!marketing-digital

Como você se relaciona com as pessoas que entram em contato com a empresa? O e-mail marketing é uma ferramenta que deve fazer parte da sua estratégia de comunicação.

Por meio dele, é possível iniciar um diálogo com potenciais consumidores, falar mais sobre a área de atuação do negócio e encaminhá-los para o processo de compra. Quer saber como usar essa ferramenta nas suas campanhas de marketing? Explicamos mais sobre o assunto a seguir! 👇

Como funciona o e-mail marketing?

O e-mail marketing faz parte da estratégia de comunicação entre uma empresa e os seus clientes (ou prospects). Por meio dele, é possível encaminhar informações relevantes sobre o mercado, novidades, ofertas relâmpagos e dicas sobre uso de determinado produto.

É fundamental compreender que o e-mail marketing não deve ser confundido com mera propaganda, feita pela compra de uma lista de contatos. Os endereços de e-mail devem ser obtidos pela empresa, que também precisa pensar em toda uma estratégia de comunicação com as pessoas para que a mensagem não seja enviada para a caixa de spam.

Como utilizar o e-mail marketing na empresa?

A seguir, separamos alguns passos que podem ser aplicados para você planejar a sua comunicação por e-mail marketing.

1.Escolha uma ferramenta de automação

Antes de iniciar o trabalho é necessário escolher a sua plataforma de automação. Ela permite o cadastro e envio de uma mensagem para diferentes e-mails ao mesmo tempo, sem que a comunicação vá parar na caixa de spam.

Há diferentes ferramentas disponíveis no mercado, como a RD Station, Mailchimp, Sendpulse, Hubspot, entre outras. O mais indicado é comparar as vantagens de cada modelo, bem como os custos para o seu negócio. 😉

2.Crie a sua lista de contatos

Para quem você enviará as mensagens? Crie maneiras de capturar os e-mails de pessoas interessadas nos seus produtos ou serviços. 

Você pode lançar uma landing page oferecendo um e-book ou vídeo exclusivo para as pessoas que se cadastrarem. Um negócio que vende painéis solares, por exemplo, pode disponibilizar depoimentos de clientes ou fazer uma gravação especial mostrando como a energia solar mudou a vida de determinada família ou empreendimento. Após capturar os e-mails das pessoas interessadas você segue para o próximo passo.

3.Defina as suas metas

Quais são os objetivos e métricas que você precisa analisar para saber se a estratégia está funcionando? Antes de começar o envio do e-mail marketing é necessário estabelecer esses critérios. Algumas empresas podem entender que o sucesso da estratégia é receber 15 pedidos de orçamentos por mês, enquanto para outras será um valor X em vendas. Por isso, cabe ao gestor do negócio e sua equipe entender quais são as métricas a serem avaliadas. 

Lembre-se também de acompanhar as taxas de aberturas dos e-mails, cliques em links e pedidos para descadastramento. Tudo isso ajuda a identificar se a estratégia está funcionando ou se é necessário mudar alguns pontos da comunicação.

4.Comece a se comunicar

O terceiro passo consiste iniciar a sua estratégia de e-mail marketing ao criar uma sequência de e-mails a serem encaminhados aos clientes. O primeiro pode ser uma mensagem de boas-vindas com o link de acesso ao material prometido na landing page.

Depois, você pode encaminhar mais um e-mail com um assunto que complemente a mensagem anterior, como um conteúdo de um blog ou uma notícia que está relacionada ao seu segmento de negócio. E assim continua a comunicação, com informações relevantes que vão deixando o potencial cliente mais interessado na empresa.

Com o passar do tempo você pode encaminhar mensagens mais comerciais, com chamadas para o leitor entrar em contato ou clicar em uma oferta relâmpago. A ideia principal é criar uma gama de conteúdos que levem a pessoa a sair do estágio de topo de funil (quando conhece a empresa) até o momento da compra (quando ganha confiança e decide comprar o seu produto). 😀

Viu como é simples iniciar a sua comunicação por e-mail marketing? Você só precisa ter uma plataforma de automação, estabelecer uma conversa amigável com o potencial cliente e monitorar as aberturas de e-mail. Agora que você já sabe tudo isso, o que acha de aprender um pouco mais? Veja como ter uma gestão de inovação na sua empresa!

Como criar um site para o seu negócio?como criar um site para sua empresa

O isolamento social acelerou muitas situações na vida das pessoas e das empresas. Aqueles que ainda estavam fora do ambiente digital precisaram se adaptar rapidamente para continuar vendendo em tempos de mudança de comportamento. Nesse sentido, muitas organizações estão se questionando sobre como criar um site em pouco tempo para gerar vendas e manter um relacionamento com os clientes.

Você também está passando por esta situação? Vem com a gente e confira como é fácil criar um site em poucos dias! 😊

Saiba como criar um site para a empresa

Ter uma página virtual é imprescindível para os negócios que desejam gerar vendas de forma mais rápida. Com um site, você consegue apresentar os seus produtos ou serviços, mostrar o seu diferencial na área de atuação e também criar canais para iniciar um relacionamento com o cliente.

Tudo isso parece muito bom, mas você quer saber na prática como criar um site do zero? É só seguir esses passos! 👇

Escolha um domínio

O domínio é o nome usado para mostrar o endereço de uma empresa na web. Sendo assim, é muito importante escolher um domínio que esteja relacionado ao segmento e nome do negócio, como no nosso caso: “nibbletecnologia.com.br ”.

Utilizamos a extensão “.com.br” porque a nossa empresa está localizada no Brasil e faz negócios por aqui. Já o nosso segmento é voltado à tecnologia, por isso acrescentamos a palavra ao nome da nossa marca.

Middle School Website GIF by Sarah Schmidt - Find & Share on GIPHY

Portanto, faça uma pesquisa na web para saber se o nome de domínio desejado para sua empresa está disponível e depois passe para o próximo passo.

Adquira um plano de hospedagem

Também é necessário contratar um plano de hospedagem para manter o seu site no ar. Opte por um modelo que atende às necessidades do seu negócio, como quantidade de acessos diários, nível de segurança e capacidade de armazenamento das informações.

Quem tem um e-commerce, por exemplo, precisa se preocupar com possíveis picos de acesso e o desempenho do servidor. Quando a loja virtual é bastante conhecida pelo público e faz muitas promoções, o ideal é escolher uma hospedagem com alto desempenho. Na dúvida, converse com o fornecedor do serviço e verifique qual é o melhor plano para o seu modelo de negócio. 🖥

Identifique as prioridades da sua empresa

Antes de criar um site é muito importante ter clareza de quais são os objetivos da sua empresa. A página será criada para vender online ou apresentar os serviços e gerar relacionamento com os clientes? Quais são as principais dificuldades que o negócio tem hoje e que podem ser resolvidas com um site?

Identificar esses aspectos é importante para compreender qual é o modelo de site que você está procurando. A partir daí, você pode contratar uma equipe especializada para ajudá-lo.

Contrate uma equipe para desenvolver sua página

Em geral, há duas opções principais para você criar uma página virtual: escolher um construtor de sites e fazer tudo sozinho ou contratar uma empresa especializada nesta atividade.

A primeira opção pode gerar economia de dinheiro para o seu negócio, mas demanda um pouco mais de atenção aos detalhes. Isso porque você é responsável por fazer tudo sozinho, como escolher um layout que lhe agrada, definir as cores e ícones que serão incluídos nas páginas.

Por outro lado, ao contratar uma equipe especializada você apenas transmite quais são as suas necessidades, e os profissionais desenvolvem o layout e as funcionalidades mais indicadas para o seu perfil de negócio. 😄

Pronto! Agora você já sabe como criar um site para a sua empresa. Essa é apenas a primeira etapa de quem deseja realizar um trabalho de marketing digital para atrair potenciais clientes e vender mais.

Gostou deste artigo? Então cadastre o seu e-mail e receba mais dicas úteis para o seu negócio! 😉

Como fazer uma boa gestão de relacionamento com o cliente?gestao-de-relacionamento-com-cliente

Fazer uma boa gestão de relacionamento com o cliente é o principal caminho para ter sucesso nas vendas. Com a competitividade entre as empresas cada vez mais acirrada, o contato com o consumidor pode se transformar em diferencial para uma marca.

Para fazer essa gestão de relacionamento de forma eficaz é importante investir em tecnologias para facilitar a comunicação, organização dos contatos e acompanhamento de pedidos. Quer saber quais são as boas práticas que podem ser implementadas no seu negócio? É só acompanhar as dicas que preparamos! 👇

1.Uso de aplicativos

A tecnologia chegou com tudo nas nossas vidas e surgiu para facilitar a comunicação com as pessoas. Então, que tal aproveitar as ferramentas disponíveis para fazer uma boa gestão de relacionamento com o cliente?

O WhatsApp, por exemplo, torna-se essencial nos dias de hoje para oferecer respostas rápidas, encaminhar vídeos ou áudios explicativos. Ele também é essencial para o envio de propostas comerciais, pois o aplicativo deixou a comunicação mais dinâmica. Então, aproveite para utilizar todas as funcionalidades que ele apresenta, e se achar necessário crie uma conta comercial para o negócio. 📱

Big Time Rush Television GIF - Find & Share on GIPHY

2.Comunicação pelas redes sociais

As redes sociais também são acessadas diariamente por pessoas de diferentes idades, que encontraram nesses canais uma maneira de compartilhar fatos do dia a dia e se comunicar com antigos conhecidos. De acordo com um estudo da Statista, o Brasil é o terceiro país com maior número de usuários do Facebook alcançando um total de 130 milhões de pessoas.

O Instagram também está se tornando uma plataforma popular no país. Até outubro de 2018 ele já era utilizado por 64 milhões de brasileiros. Outro estudo da agência Iska Digital ainda identificou que 65% dos usuários acessam a plataforma diariamente e passam mais de 250 minutos por mês conectados. Já imaginou quantos contatos com potenciais clientes você pode fazer nesses canais?

Who Here Is On Social GIF by Transparent - Find & Share on GIPHY

Esses números servem apenas de exemplo de como as redes sociais são utilizadas no nosso país e o potencial que proporcionam para o seu negócio. Portanto, a dica é aproveitar as ferramentas para criar um perfil comercial para sua empresa, apresentar dicas para os consumidores e gerar engajamento com a marca. Também é importante se lembrar de sempre responder às perguntas e comentários feitos nesses canais, pois isso vai ajudá-lo a se aproximar do cliente. 😉

3.Estratégias de marketing

Você já investe em marketing para o seu negócio? Se a resposta é não, está na hora de repensar o assunto. É importante compreender que “fazer marketing” não é apenas publicar ofertas dos produtos e esperar que o cliente compre de você.

Isso envolve estratégia, pensamento em longo prazo e todo um estudo de como o cliente pode encontrar a sua empresa. Além disso, é necessário compreender que o marketing pode ser feito de forma tradicional, pelos canais off-line, e também pelas ferramentas digitais. Entender o comportamento do consumidor é a melhor maneira de saber quais ações realizar para o seu negócio e qual linguagem utilizar para falar com as pessoas.

4.Utilização de sistemas inteligentes

O mercado oferece inúmeras opções de softwares CRM (Customer Relationship Management). O ideal é pesquisar as ferramentas e entender qual atende melhor às suas necessidades do dia a dia. Muitas plataformas facilitam a gestão de relacionamento com o cliente ao permitir o acompanhamento de todo o processo de negociação. 

Dessa maneira, fica mais fácil de identificar os vendedores que apresentam uma performance melhor. O CRM também ajuda a identificar quanto falta para a equipe atingir as metas, o que contribui diretamente com o caixa da empresa.

5.Cuidado com a experiência de compra

Como é a experiência do cliente dentro da sua loja? O colaborador é ágil e prestativo ou apenas tenta “empurrar” uma solução? A limpeza e organização do ambiente, a forma de realizar o atendimento e solucionar o problema do consumidor gera uma experiência, que pode ser positiva ou negativa. E tudo isso impacta no sucesso das vendas do negócio.

Por isso, é essencial se preocupar com o contexto de vendas e da imagem transmitida para o consumidor, e isso vale tanto para a loja física como para a virtual. Por exemplo: um website fácil de navegar, com layout atrativo e carregamento rápido proporciona uma experiência mais agradável do que uma página com cores agressivas e muitos pop-ups (janelas que abrem no navegador).

A experiência é um fator tão marcante para muitas pessoas que algumas lojas já investiram em marketing sensorial. Um exemplo disso é o caso da Melissa, marca de sapatos femininos, que utiliza em todos os estabelecimentos um aroma doce específico de seus calçados. Assim, quando uma consumidora fiel chega perto de uma loja reconhece o aroma e logo fica instigada a ver os novos modelos. 

O cuidado com o ambiente pode ser demonstrado de diferentes maneiras, seja pela escolha dos móveis, da iluminação, higiene, uniformização da equipe, entre outros fatores. Uma revenda de painéis solares, por exemplo, pode criar um espaço inovador para demonstrar o uso do equipamento e incentivar a compra do produto. 😉

6.Atenção no pós-venda

Aqui está o “ingrediente especial” de uma boa gestão de relacionamento com o cliente. A maioria das empresas não se preocupa em fazer contato com o consumidor depois que ele adquire um produto, pois entendem que a negociação já terminou.

Contudo, ao fazer um bom atendimento no pós-venda você cria uma oportunidade de fazer novos negócios no futuro. Sendo assim, procure entrar em contato para saber se o cliente gostou do produto e identifique se ele tem alguma dúvida ou dificuldade para utilizá-lo.

Você também pode criar um cadastro de e-mail marketing para encaminhar conteúdos relacionados aos produtos vendidos pela sua loja. Quem vende painel solar, por exemplo, pode falar sobre economia na conta de luz, maneiras de cuidar do meio ambiente, cuidados com a manutenção para dar mais durabilidade aos equipamentos, entre outros temas.

Resumindo, fazer uma boa gestão de relacionamento do cliente demanda o uso de tecnologia de ponta, cuidado com as ações de marketing e atendimento focado nas necessidades do consumidor. Em tempos de isolamento social isso se torna ainda mais importante, visto que as pessoas estão buscando mais os canais digitais para se comunicar com as empresas.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? Veja outras maneiras de usar a tecnologia para facilitar o seu trabalho!