Qual é o impacto da LGPD no desenvolvimento de software?

Qual é o impacto da LGPD no desenvolvimento de software?

A segurança e a proteção de dados é uma preocupação constante das empresas de tecnologia. Não basta apenas criar aplicativos e softwares com usabilidade para o usuário, é fundamental ir além e utilizar processos para atender as normas da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Se nada mudar, a legislação entrará em vigor em agosto deste ano. É quando empresas de todos os portes precisarão utilizar sistemas e boas práticas para coletar e proteger os dados dos cidadãos.

Será que a sua empresa está preparada para todas as mudanças? Vem com a gente! 👇

O que diz a LGPD

Lei Geral de Proteção de Dados foi criada com um objetivo simples e básico: instituir normas para a coleta, tratamento, armazenamento e proteção das informações das pessoas físicas.

Sabe aquela prática de coletar o e-mail, nome e telefone de uma pessoa na farmácia, na loja de roupas ou até no website? Pois é, tudo isso terá que passar por um critério mais rigoroso a partir de agora. 🤔

Email Marketing GIF - Find & Share on GIPHY

Mas, afinal, como surgiu a LGPD? Ela foi baseada na GDPR – General Data Protection Regulation, uma lei da Europa. Os constantes vazamentos de dados dos usuários na web foram criando uma preocupação dos órgãos governamentais e isso deu origem a essa lei.

No Brasil, a lei também foi influenciada pela aprovação do Marco Civil da Internet, quando foram criadas algumas regras para proteger os usuários que utilizam a internet.

O que vai mudar com a Lei Geral de Proteção de Dados

Na prática, o usuário pode até não perceber muitas mudanças com a implementação da LGPD. Isso porque as empresas podem continuar coletando os dados dos usuários, mas agora precisam informar de forma clara como essas informações serão utilizadas e por quanto tempo. 😉

Seth Meyers GIF by Late Night with Seth Meyers - Find & Share on GIPHY

Sendo assim, se você tem o hábito de assinar o recebimento de newsletters nos websites, comece a prestar atenção se as empresas estão indicando embaixo o que será feito com o seu e-mail. É claro, elas têm até agosto para adaptar tudo isso, então não se assuste se estiver tudo igual por enquanto. 😊

Apesar de parecer que muda pouca coisa, a regra vai instituir uma preocupação a mais para todas as empresas: o descumprimento das normas poderá acarretar em notificações e multas que chegam a 2% do faturamento da organização, com limite de até R$ 50 milhões. Não dá para correr esse risco, certo?

Not Safe For Work No GIF - Find & Share on GIPHY

Como a LGPD impacta empresas de desenvolvimento de software

Muitas companhias de TI e desenvolvimento de sistemas já utilizavam boas práticas para proteger os dados dos usuários. Porém, com a nova lei de proteção de dados essa preocupação será ainda maior.

Será necessário contar com infraestruturas robustas para proteger os dados de clientes, fornecedores e pessoas físicas, bem como assegurar a integridade dos dados.

Além de evitar o vazamento de dados, as organizações precisarão se comprometer a criar um relatório de impacto à proteção de dados pessoais para tomar medidas urgentes caso ocorra alguma vulnerabilidade nos sistemas.

Também será fundamental manter um contato com a Autoridade Nacional para informar sobre possíveis vazamentos de dados e as práticas adotadas para minimizar os riscos para os usuários.

Portanto, na hora de adquirir um software para o seu negócio verifique se a empresa se preocupa em realizar testes de qualidade e segurança de dados. 😉

Isso vai diminuir as vulnerabilidades da sua empresa, contribuindo para iniciar a sua adequação à LGPD. E aí, o seu negócio já começou a implementar processos para proteger os dados das pessoas físicas? Deixe o seu comentário e troque uma ideia com a gente!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Assine e receba as novidades por email!